Páginas

Seguidores

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 18 de junho de 2011

6 ERROS COMUNS NA HORA DE ORGANIZAR UM CASAMENTO

 

O que fazer na hora de organizar seu casamento, quase todo mundo sabe. E o que não fazer, você sabe? Veja os erros mais comuns cometidos pelos noivos e aprenda fugir dessa.

Peça ajuda

Primeiro passo e o mais importante, não banque a mulher maravilha, achando que pode fazer tudo sozinha. Para que nada saia errado, você pode contar com a ajuda de profissionais bem qualificados. Um cerimonialista vai lhe ajudar antes e durante o casamento, você vai poder curtir o casamento de forma tranqüila sem ter que ficar correndo de um lado pro outro

Questão de tempo

Cada casamento é único e especial a sua maneira, é o conjunto de detalhes escolhidos por você que irão tornar a cerimônia linda e inesquecível, e isso requer tempo. Por isso o tempo é algo indispensável na hora de preparar sua festa. Em geral são necessários de 10 a 12 meses, para arrumar todos os detalhes, planejar os gastos, escolher bons profissionais, enfim tudo.

Profissionais que irão trabalhar na sua festa

Às vezes não é uma boa idéia chamar algum amigo pra fazer um serviço no seu casamento. A menos que seja um profissional, não vale a pena chamar uma amiga pra fazer o bolo, ou os docinhos, ou mesmo pra fotografar. Os serviços prestados num casamento são de extrema responsabilidade, não pode ser feito de forma mais ou menos, tem que ser feito por um profissional mesmo.

Crianças

Quando for escolher as daminhas e o pajem, muito cuidado, principalmente se as crianças forem muito novinhas, por que é impossível prever o que elas podem fazer na hora de entrar na igreja. O ideal é escolher crianças com pelo menos cinco anos, assim você evita que elas fiquem assustadas, ou desistam de entrar no meio do caminho.

A música da festa

Nunca determine aos músicos quais as músicas ou estilos musicais eles devem tocar. O que você pode fazer é dar uma relação das musicas que você gostaria que tocassem e deixar façam um mix de músicas bem variadas, para agradar a todos os gostos. Os músicos já têm experiência com festas e sabem quando uma musica esta agradando ou não aos convidados.

Convites e convidados

Uma coisa que não é nada elegante é convidar pessoas para a cerimônia religiosa e por algum outro motivo não convidá-la para a recepção. Fica uma situação extremamente desagradável pra você e para o convidado também.
São coisinhas simples que fazem a sua festa ser um sucesso.

10 MODELOS DE VESTIDOS E ACESSÓRIOS PARA MADRINHAS DE CASAMENTO

 

A madrinha tem papel fundamental no casamento, por isso ela deve estar impecável no dia da festa e não errar na escolha do vestido. Algumas das principais regras para os vestidos das madrinhas é que não utilizem as cores pretas ou brancas e, antes de escolher o seu modelo, converse com a noiva para saber se ela tem preferência de cores ou modelos.

Algumas noivas preferem que as suas madrinhas escolham um vestido da mesma cor para que todas entrem iguais na cerimônia ou que usem um modelo específico previamente escolhido por ela, mas não é regra. Outras noivas preferem que as suas madrinhas usem modelos e cores diferentes. Em todos os casos, a cerimônia ficará bem elegante.
Abaixo você pode ver 10 modelos de vestidos de madrinhas que irão fazer sucesso em qualquer festa de casamento.
imageLook by Flávia
imageLook by F@bi@ne
LINKS PATROCINADOS
image
Look by Dariana

A MÃE DA NOIVA

A mãe da noiva tem quase tanto destaque como a noiva. Na hora de entrar na igreja todos olham para a mãe e também quando ela fica em pé lá no altar, e mesmo durante a festa na hora das fotos e de cumprimentar alguns convidados da festa. Por esses e outros motivos a mãe da noiva tem que estar impecável, a altura da sua filha, segura de sua beleza e confortável num belíssimo vestido.

O vestido da mãe da noiva

A escolha de um modelo para ser usado no dia da festa é tão importante quanto o vestido da noiva, mas fique atenta para não escolher nada chamativo demais. A elegância deve ser sua marca, e o elegante às vezes pode ser marcado pela simplicidade.
É importante observar o estilo, se é uma mãe mais moderna ou uma conservadora. É bastante comum noivas que têm mães bem jovens e por conta disso podem abusar um pouco na hora de escolher um modelo, usando decotes, peças mais reveladoras, sem ficar presa ao conservadorismo, e mantendo a elegância.
Comece a procurar o vestido com antecedência. Deixar pra última hora só vai limitar seu tempo de procura e levar a uma escolha errada. Um pouco de paciência na hora de sair em busca de um modelo é essencial.

Cabelo e acessórios

Quando estiver escolhendo sua roupa, vá logo pensando num tipo de penteado para ver se combina ou não, para que você possa planejar outro penteado com antecedência ou no caso de uma tintura ver se a cor do vestido combina com a cor e corte de cabelo. Também fique atenta a detalhes como o tipo de acessório que pretende usar, colares, brincos, pulseiras e anéis de prata ou ouro, devem combinar com o vestido.

As cores do vestido da mãe da noiva

vestido mãe da noivaDependendo do horário da cerimônia evite modelos com muito brilho. Quanto a cor você tem muitas alternativas, mas o branco é claro que deve ser evitado, assim como o pérola e o marfim, por serem cores claras demais e facilmente confundidas com a roupa da noiva.
Escolher com calma é um grande passo, depois está satisfeita com o que escolher é tudo que você precisa para arrasar no casamento da sua filha, uma data tão importante para ela e para você.


fonte: | Noivinha Feliz http://www.noivinhafeliz.com.br

COMO GASTAR POUCO EM BEBIDAS PARA CASAMENTO

Quando estamos organizando um casamento existe muitos detalhes a serem pensados, e algumas vezes não da tempo de sair procurando os melhores distribuidores e os melhores preços. Um dos itens que mais gastamos sem necessidade é com as bebidas, principalmente por que a maioria dos buffets não cobre esse serviço, e temos que arcar com os custos extras na compra de whiskys, vodka, cervejas, licores, vinhos e outros. Sabia que a economia pode depender do horário em que você vai realizar a cerimônia. É isso mesmo.

bebidas casamento Se a sua preferência é fazer a recepção à noite, comece a recepção servindo coqueteis coloridos, de chá gelado com menta, sumos de frutas com água gaseificada, esses drinques são divertidos além de super chiques, e ainda evitam o gasto com bebidas alcoólicas. As bebidas alcoólicas não devem ser colocadas diretamente nas mesas, peça que os garçons para servirem as bebidas aos convidados e reabastecendo os copos conforme a vontade do convidado. Opte por servir bebidas com baixo teor alcoólico como cerveja, vinho, ou champanhe.
Decida se a festa vai ter bar aberto ou não. Caso opte por abrir o bar faça isso depois de servir as refeições, e durante a refeição sirva vinhos ou sucos. Outra opção é fazer a festa num domingo, como a maioria das pessoas trabalha no dia seguinte, tendem a beber menos.

Para diminuir os gastos sem perder o requinte, sirva as bebidas somente após o buffet. Antes sirva champagne ou coquetéis de frutas.
As bebidas com alto teor alcoolico costumam ser muito mais caras, a exemplo dos uisques, vodkas, etc. Uma opção mais em conta são as cervejas, coquetéis e champagne para o brinde.
Logo no início da recepção sirva coquetéis de chá gelado com menta ou ainda coquetéis de frutas e pedaços de frutas misturados com água gaseificada. Neste caso, além de super fino, os convidados beberão menos alcool.
.

fonte:  | Noivinha Feliz http://www.noivinhafeliz.com.br

Confira a lista das piores mancadas e aprenda como impedir que elas aconteçam

O dia do casamento é o mais importante na vida de muitas mulheres, mas nem sempre acontece tudo como planejado. Por mais que a festa seja bem organizada, algumas gafes podem acontecer durante a cerimônia, principalmente por parte dos convidados.

Para evitar esses acontecimentos desagradáveis, a estilista e consultora de moda, Amália Piffero deu algumas dicas. Amália explicou que o horário da cerimônia é que determina o traje. “Não se deve escrever o tipo de traje no convite, basta lembrar que durante o dia, até às 17 horas, o traje deve ser casual chic, das 17 às 20 horas, o traje deve ser passeio e das 20h30 em diante, se usa passeio completo”.
Foto: Jared Windmüller
Festa de casamentoPlanejamento cuidadoso ajuda a evitar gafes no casamento
Segundo a estilista, anexar um cartão com o local onde foi feita a lista de presentes ou colocar a conta do banco para depósitos em dinheiro não é elegante. Ela indicou a melhor solução: colocar o nome da loja ou a conta do banco no site de casamento, com a ajuda da cerimonialista.

“No site, o convidado poderá esclarecer qualquer dúvida inerente à festa. Pode-se colocar o traje e principalmente a cor apropriada para a ocasião. Além do site, outra sugestão é a noiva criar um blog. Os convidados mais íntimos podem participar e curtir. Tudo ficará postado como recordação”, recomendou.
Amália contou as piores gafes que já vivenciou em festas de casamento: convidada usando um vestido marfim de renda, competindo com a roupa da noiva; bouquet da noiva da mesma cor das flores da decoração da igreja e noivo com a gravata da mesma cor do bouquet da noiva.
A consultora de moda, que acaba de lançar um curso de etiqueta para casamentos, listou as dez piores gafes que os noivos e convidados podem cometer e ensinou como evitar que elas estraguem a festa.

Confira a lista das 10 piores gafes, na opinião da consultora de moda Amália Piffero, que devem ser evitadas em um casamento:

1 – Jamais, em hipótese nenhuma, uma convidada ou uma madrinha pode ir vestida de branca, off white ou marfim. Isso é a maior gafe que alguém pode cometer em um casamento, além de ser uma enorme falta de educação.

2 – Noiva que atrasa mais do que aceitável. Isso não é mais elegante, afinal, ninguém quer ficar horas esperando.

3 – Mãe da noiva e ou do noivo vestida com cores escuras, principalmente o preto, é condenável.

4 – Padrinhos e madrinhas que se atrasam para a cerimônia. Se a pessoa foi convidada para representar ao casal nesta data, nada mais deselegante do que atrasar a cerimônia.

5 - A noiva não deve portar um buquê de flores de cor escura entre os horários de 9 e 17 horas. O buquê deverá ser menor e redondo e jamais uma braçada ou uma cascata de flores.

6 - Jamais se deve usar echarpes ou estolas do mesmo tecido do vestido, pois parece que a sobra do material foi aproveitado para a confecção da peça.

7 – A noiva não deve forrar o sapato com o mesmo tecido do vestido. É o mesmo caso da echarpe, pois parece que sobrou tecido do vestido e foi reaproveitado.

8 – O vestido da noiva nunca deve ser longo demais cobrindo os pés. O vestido deve ser levemente mais curto na frente mostrando o modelo do sapato.

9 - Convidado que bebe além da conta. Ninguém agüenta aquela pessoa que fica caindo pelos cantos e esbarra em todo mundo.

10 – Madrinhas vestidas de preto. A cor preta é muito ‘’pesada’’ para ser usada em um altar. Para as convidadas o preto é totalmente aceitável.

fonte: http://www.pontodosnoivos.com.br/recepcao/dez-gafes-para-se-evitar-nas-festas-de-casamento.html

Os diferentes tipos e rituais de casamento

 
por Max Miranda
Cada um na sua
Existem inúmeros rituais de casamento. Indígena, cigano, judaico, católico... A diversidade une pessoas, o preconceito separa casais, sentimentos ultrapassam costumes e conquistam uma intensa e emocionante vida a dois. No universo das relações, o respeito às tradições individuais ajuda a compor convivências mais harmônicas. Sim, respeito. A palavra leva o casal aos melhores lugares do coração e do mundo. Convivência à parte, as cerimônias de enlace são sempre repletas de rituais que simbolizam a beleza do relacionamento. Passar por cima das convenções e viver este começo com simplicidade e discrição é também uma escolha. Nilson Fontes, 30 anos, advogado, e Dalinha, 28, esteticista, se casaram de maneira pouco comum. "Reunimos amigos e parentes numa tarde de domingo. Foi na piscina do clube que comemoramos nosso casamento, muito refrescante e com incríveis sucos. Um belo café da manhã, um piquenique inesquecível". Qual a religião de vocês? "O amor", responde Dalinha, casada há dois anos.

Cigano
"No casamento são usados os mesmos símbolos do noivado: os dois punhais, o lenço vermelho, vinho, pão, sal e uma taça de cristal. O vinho é para garantir a alegria permanente do casal, o pão e o sal representam a união, a taça de cristal é para que a harmonia se mantenha presente e o punhal serve para a comunhão do sangue", explica a pesquisadora Maria Santiago.
Judaico
"A cerimônia acontece numa tenda. É montada uma mesa especial, onde servem bebidas e comidas depois das bênçãos matrimoniais do rabino. Na presença de dez testemunhas masculinas, o vinho e os anéis são abençoados e o casal bebe a primeira taça de vinho. Os anéis, então, são trocados. Antes de a festa começar, outros rituais são cumpridos. Não se casam aos sábados ou em festas religiosas. Os noivos bebem da mesma taça de vinho e o noivo esmaga um copo com o pé, enquanto os convidados desejam felicidades. Uma das interpretações é que a quebra do copo simboliza um rompimento com a vida passada dos noivos. O casal ingressa no casamento sem quaisquer sentimentos de culpa que poderiam prejudicar o relacionamento. A noiva usa um véu durante a cerimônia. A tradição tem origem na história de Rebeca que se cobriu com um véu, quando viu e aproximou-se do futuro marido, Isaac - Gênesis 24:65".
Budista
"A visão budista do casamento é bastante liberal. O casamento não é considerado um dever religioso, mas uma opção pessoal. Depois das formalidades do registro civil estarem completas, os noivos recebem uma bênção dos monges no templo local. Embora os monges budistas não oficializem a cerimônia legalmente, eles fazem um serviço religioso, em ordem de abençoar os noivos. Do ponto de vista budista, o casamento nem é sagrado, nem não sagrado".
Católico
"É o mais comum no Brasil, um dos maiores países católicos do mundo. Para que seja realizada a cerimônia, alguns documentos são requeridos pela igreja: cópia da certidão de batismo atualizada de ambos, carteira de identidade, certidão de habilitação fornecida pelo cartório de registro civil, certificado de freqüência do curso de noivos ou mesmo o recibo de pagamento. O casal deve ser solteiro ou viúvo. O catolicismo não aprova o divórcio, então, divorciados não podem se casar na igreja católica. O padre celebra a cerimônia, abençoando os noivos e todo processo é testemunhado pelos padrinhos e convidados que estão assistindo à celebração. Após a cerimônia, os noivos recebem os cumprimentos dos convidados com uma festa. A noiva usa um vestido branco (as mais ousadas optam por outras cores, sem problema) e o noivo um terno. Ao final da festa, ela joga o buquê para as solteiras e a que pegar, acredita-se, será a próxima noiva".

Japonês
"Metade dos casamentos japoneses ainda é acertado entre famílias. A cerimônia é riquíssima e se transformou num negócio extremamente organizado e profissional. Entre os japoneses, casar os filhos como manda o figurino, significa cumprir um dever de pai e pode custar muito caro. As famílias costumam economizar a vida inteira para realizar a cerimônia, que lá não se prende necessariamente a uma única religião (predominam o budismo, xintoísmo, catolicismo e ritos filosóficos). A noiva chega a trocar de vestido quatro vezes, o que se reflete na quantidade de fotografias. São os maiores álbuns do planeta, com o triplo de fotos de outros países".
Ortodoxo
"Dependendo de quem celebrar, a cerimônia pode ser em português ou na língua da descendência dos cônjuges. O ritual, bem rígido, não permite alteração nas suas etapas, daí o termo ortodoxo,que significa ‘conforme a doutrina definida'. A cerimônia é dividida em duas partes: a união do casal e a coroação. A disposição no altar é a mesma da igreja católica".
Evangélico
"Semelhante ao casamento católico, o casamento evangélico pode ser feito na igreja ou em espaço para festas, conforme vontade dos noivos. Os trajes dos noivos são tradicionais, como nos outros casamentos. A entrada dos noivos também é tradicional: ela entra, no início do casamento, como pai pelo corredor direito e, ao final do casamento, sai com o esposo, pelo corredor esquerdo. O pastor/ministro recebe o casal, fala sobre o casamento e procura fazer com que outros casais participem deste momento e que voltem os pensamentos a fim de que todos realmente participem do momento do culto. Depois são feitas orações, a promessa dos noivos e a entrega das alianças. Para finalizar,após a entrega das alianças, os noivos se ajoelham e recebem a oração e a benção. A saída dos noivos e padrinhos obedece a disposição em que a noiva desejar".
Indígena
"O rapaz não se casa logo. A moça sim. Geralmente vive com um marido desde o início da puberdade.Até o nascimento do primeiro filho, o casamento é bastante instável. O rito do casamento indígena pode ser combinado quando os noivos ainda são crianças e se diferem de uma tribo para outra".
Mórmon
O ritual do casamento religioso inicia-se com hinos e orações. Em seguida, o bispo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias abençoa o casal. Trocam-se as alianças e a cerimônia é encerrada com hinos e orações. Depois os noivos podem organizar uma recepção para familiares e amigos.Esta cerimônia é sagrada, podendo ser assistida por familiares e amigos íntimos que sejam membros da igreja. A castidade do casal é de suma importância para os mórmons. O casal deve permanecer fiel um ao outro e a Deus, cumprir as promessas feitas no casamento e colocar a família sempre em primeiro lugar.
Ecumênico
Quando os noivos pertencem a religiões diferentes, sempre surge a dúvida sobre como e onde será realizado o casamento. "Neste caso, a dica é conversar com o responsável pela cerimônia em cada uma das crenças para chegar a um acordo sobre uma celebração ecumênica na qual os dois possam receber as bênçãos das respectivas religiões juntas".
 
fonte:http://www.casadinhos.com.br/tipos-e-rituais-de-casamento.html

Dez Dicas Sobre Casamento

Por Rabino Dov Heller - aish.com
Com a taxa de divórcio acima de 50%, aparentemente pessoas demais estão cometendo um grave erro ao decidir com quem pretendem passar o resto de sua vida. Para evitar tornar-se uma "estatística", tente interiorizar estes dez pontos a fim de não entrar em uma "fria".

1. Você escolhe a pessoa errada porque espera que ele/ela mude depois do casamento. O erro clássico. Nunca despose um potencial. A regra de ouro é: Se você não pode ser feliz com a pessoa como ela é agora, não se case. Como disse, muito sabiamente, um colega meu: "Na verdade, pode-se esperar que alguém mude depois de casado... para pior!"
Portanto, quando se trata da espiritualidade, caráter, higiene pessoal, habilidade de se comunicar e hábitos pessoais de outra pessoa, assegure-se de que pode viver com estes como são agora.

2. Você escolhe a pessoa errada porque se preocupa mais com a química que com o caráter. A química acende o fogo, mas o bom caráter o mantém aceso. Esteja consciente da síndrome "Estar apaixonado". "Estou apaixonado" freqüentemente significa "Sinto atração física." A atração está lá, mas você averiguou cuidadosamente o caráter dessa pessoa? Aqui estão quatro traços de personalidade para serem definitivamente testados: Humildade: Esta pessoa acredita que "fazer a coisa certa" é mais importante que o conforto pessoal? Bondade: Esta pessoa gosta de dar prazer aos outros? Como ela trata as pessoas com as quais não tem de ser agradável? Ela faz algum trabalho voluntário? Faz caridade? Responsabilidade: Posso confiar que esta pessoa fará aquilo que diz que fará? Felicidade: Esta pessoa gosta de si mesma? Ela aprecia a vida? É emocionalmente estável? Pergunte-se: Eu desejo ser como esta pessoa? Quero ter um filho com esta pessoa? Gostaria que meu filho se parecesse com ela?

3. Você fica com a pessoa errada porque o homem não entende aquilo que a mulher mais precisa. Homens e mulheres têm necessidades emocionais específicas, e quase sempre, é o homem que simplesmente "não consegue." A tradição judaica coloca sobre o homem o ônus de entender as necessidades emocionais de uma mulher, e de satisfazê-las.
Para a mulher, o mais importante é ser amada - sentir que é a pessoa mais importante na vida do marido. O marido precisa dar-lhe atenção consistente e verdadeira. Isso fica mais evidente na atitude do judaísmo para com a intimidade sexual. A Torá obriga o marido a satisfazer as necessidades sexuais da mulher. A intimidade sexual é sempre colocada em termos femininos. Os homens são orientados para um objetivo, principalmente quando se trata desta área. Como disse certa vez uma mulher inteligente: "O homem tem duas velocidades: ligado e desligado." As mulheres são orientadas pela experiência. Quando um homem é capaz de trocar as marchas e torna-se mais orientado pela experiência, descobrirá o que faz sua esposa muito feliz. Quando o homem se esquece de suas próprias necessidades e se concentra em dar prazer à mulher, coisas fantásticas acontecem.

4. Você escolhe a pessoa errada porque vocês não partilham metas de vida em comum e prioridades. Existem três maneiras básicas de nos conectarmos com outra pessoa: 1. Química e compatibilidade 2. Partilhar interesses em comum 3. Compartilhar o mesmo objetivo de vida Assegure-se de que você compartilha o profundo nível de conexão que objetivos de vida em comum proporcionam. Após o casamento, os dois crescerão juntos ou crescerão separados. Para evitar crescer separado, você deve entender para que "está vivendo" enquanto é solteiro - e então encontrar alguém que tenha chegado à mesma conclusão que você. Esta é a verdadeira definição de "alma gêmea." Uma alma gêmea tem o mesmo objetivo - duas pessoas que em última instância compartilham o mesmo entendimento ou propósito de vida, e portanto possuem as mesmas prioridades, valores e objetivos.

5. Você escolhe a pessoa errada porque logo se envolve sexualmente. O envolvimento sexual antes do compromisso de casamento pode ser um grande problema, porque muitas vezes impede uma completa exploração honesta de aspectos importantes. O envolvimento sexual tende a nublar a mente da pessoa. E uma mente nublada não está inclinada a tomar decisões corretas.
Não é necessário fazer um "test drive" para descobrir se um casal é sexualmente compatível. Se você faz a sua parte e tem certeza que é intelectual e emocionalmente compatível, não precisa se preocupar sobre compatibilidade sexual. De todos os estudos feitos sobre o divórcio, a incompatibilidade sexual jamais foi citada como o principal motivo para as pessoas se divorciarem.

6. Você fica com a pessoa errada porque não tem uma profunda conexão emocional com esta pessoa. Para avaliar se você tem ou não uma profunda conexão emocional, pergunte: "Respeito e admiro esta pessoa?" Isso não significa: "Estou impressionado por esta pessoa?" Nós ficamos impressionados por um Mercedes. Não respeitamos alguém porque tem um Mercedes. Você deveria ficar impressionado pelas qualidades de criatividade, lealdade, determinação, etc. Pergunte também: "Confio nesta pessoa?" Isso também significa: "Ele ou ela é emocionalmente estável? Sinto que posso confiar nele/nela?"

7. Você se envolve com a pessoa errada porque escolhe alguém com quem não se sente emocionalmente seguro.
Faça a si mesmo as seguintes perguntas: Sinto-me calmo, relaxado e em paz com esta pessoa? Posso ser inteiramente eu mesmo com ela? Esta pessoa faz-me sentir bem comigo mesmo? Você tem um amigo realmente íntimo que o faz sentir assim? Assegure-se que a pessoa com quem vai se casar faz você sentir-se da mesma forma! De alguma maneira, você tem medo desta pessoa? Você não deveria sentir que é preciso monitorar aquilo que diz porque tem medo da reação da outra pessoa. Se você tem receio de expressar abertamente seus sentimentos e opiniões, então há um problema com o relacionamento. Um outro aspecto de sentir-se seguro é que você não sente que a outra pessoa está tentando controlá-lo. Controlar comportamentos é sinal de uma pessoa abusiva. Esteja atento para alguém que está sempre tentando modificá-lo. Há uma grande diferença entre "controlar" e "fazer sugestões." Uma sugestão é feita para seu benefício; uma declaração de controle é feita para o benefício de outra pessoa.

8. Você fica com a pessoa errada porque você não põe todas as cartas na mesa. Tudo aquilo que o aborrece no relacionamento deve ser trazido à baila para discussão. Falar sobre aquilo que incomoda é a única forma de avaliar o quão positivamente vocês se comunicam, negociam e trabalham juntos. No decorrer de toda a vida, as dificuldades inevitavelmente surgirão. Você precisa saber agora, antes de assumir um compromisso: Vocês conseguem resolver suas diferenças e fazer concessões que sejam boas para ambas as partes? Nunca tenha receio de deixar a pessoa saber aquilo que o incomoda. Esta é também uma maneira para você testar o quanto pode ficar vulnerável perante esta pessoa. Se você não pode ser vulnerável, então não pode ser íntimo. Os dois caminham juntos.

9. Você escolhe a pessoa errada porque usa o relacionamento para escapar de problemas pessoais e da infelicidade. Se você é infeliz e solteiro, provavelmente será infeliz e casado, também. O casamento não conserta problemas pessoais, psicológicos e emocionais. Na melhor das hipóteses, o casamento apenas os exacerbará. Se você não está feliz consigo mesmo e com sua vida, aceite a responsabilidade de consertá-la agora, enquanto está solteiro. Você se sentirá melhor, e seu futuro cônjuge lhe agradecerá.

10. Você escolhe a pessoa errada porque ele/ela está envolvido em um triângulo. Estar "triangulado" significa que a pessoa é emocionalmente dependente de alguém ou de algo, ao mesmo tempo em que tenta desenvolver um outro relacionamento. Uma pessoa que não se separou de seus pais é o exemplo clássico de triangulação. As pessoas também podem estar trianguladas com objetos, tais como o trabalho, drogas, a Internet, passatempos, esportes ou dinheiro. Assegure-se de que você e seu parceiro estejam livres de triângulos. A pessoa apanhada em um triângulo não pode estar emocionalmente disponível por completo para você. Você não será a prioridade número um. E isso não é base para um casamento.

E você? Está escolhendo a pessoa certa para passar o resto da sua vida?